Ir para página inicial
Ir para motivação Ir para esportere Ir para torneios Ir para os atletas Ir para colunistas Ir para novidades Ir para contatos
Ir para atletismo
Ir para basquete

Confederação Brasileira de Vôlei

.

Federção de Vôlei do Rio de Janeiro

 

Ir para boxe

Ir para caminhada
Ir para capoeira
Ir para ciclismo
Ir para enduro
Ir para fisiculturismo
Ir para futebol
Ir para futsal
Ir para golfe
Ir para handebol
Ir para hóquei
Ir para Jiu-jitsu

Seleção Infanto-Juvenil de vôlei esquenta Teresópolis

Clicamos umas fotos do jogo da Seleção Brasileira de Vôlei realizado nesta quarta, no Pedrão, em um amistoso contra a Itália.

Começamos nossa visita ao espetáculo falando do piso, especialmente montado para a partida das meninas do vôlei, o piso é montado na quadra sobre o piso normal do ginásio, aproveitamos e clicamos umas fotos para que nossos visitantes possam ver como é o piso.

Camadas do piso em detalhe

Ir para Judo
Ir para karatê
Ir para Kart
Ir para montanhismo
Ir para montain bike
Ir para motocross
Ir para natação
Ir para parapente
Ir para skate
Ir para squash
Ir para taekwondo
Ir para tenis
Ir para volei

 

Histórico

Matérias anteriores

1 2 3

Quadra com o piso

.

A partida tem uma organização muito bem elaborada, todos os passos que antecedem o jogo são devidamente ensaiados, desde os meninos que secam a quadra até os que seguram a bandeira do país para o hino, confira nas fotos.

Ensaiando a forma de limpar a quadra

Ensaiando a forma de segurar a bandeira do país para o hino

.

As meninas da Itália entram na quadra para o seu aquecimento, comprimentam o público que começa a entrar no estádio, o espetáculo tem início, o animador oficial começa a brincar com a galera e distribuir brindes, a organização é perfeita.

Conheça a seleção da Itália de vôlei nos cliques a seguir e acompanhe um pouco mais das fotos dos preparativos para a partida disputada pelas seleções.

A seleção Brasileira entra para o seu aquecimento em meio a animação do público presente.

As meninas da seleção infanto-juvenil do Brasil tem personalidade, brincam e comprimentam a galera e começam seu aquecimento como podem acompanhar nas fotos a seguir.

EQUIPES

BRASIL - Carla, Gabriela Braga, Naiane, Raquel, Rosamaria e Valquiria. Líbero: Juliana

Entraram - Nayara, Isabella, Paula, Simone e Sthefanie.

Técnico - Antonio Rizola


ITÁLIA - Giulia, Francesca, Ilaria, Cristina, Elena e Martinna. Líbero: Monica Lestini

Entraram - Chiara e Monica Gobbi.

Técnico - Luca Pieragnoli

O jogo

.
As meninas do Brasil começaram o jogo com um saque forçado. Depois de uma boa sequência de saques da meio de rede Raquel, o Brasil abriu 5/0 e chegou ao primeiro tempo técnico à frente: 8/4. A velocidade imposta pela levantadora Naiane dificultava a vida das italianas que pareciam perdidas em quadra. Rapidamente, as brasileiras abriram 21/10 e fecharam o set em 25/14, numa bola de segunda da levantadora Naiane.

As italianas continuaram cometendo muitos erros no início do segundo set, e as brasileiras abriram 8/5. A diferença só aumentou durante o set. As brasileiras usaram as bolas de velocidade com eficiência. Em um ataque pelo fundo da ponteira Carla, o Brasil fechou a parcial em 25/13.

O Brasil voltou para o terceiro set com a meio de rede Simone em quadra no lugar de Valquíria. As brasileiras defenderam com facilidade e foram eficientes nos contra-ataques. No primeiro tempo técnico, o Brasil vencia por 8/5. As italianas equilibraram o jogo e diminuíram a vantagem brasileira para dois pontos (10/8). O Brasil retomou o controle do jogo com bons bloqueios e fortes ataques. Num ataque na paralela da ponteira Gabriela, a equipe verde-amarela fechou o set em 25/16, e a partida em 3 sets a 0.


O técnico da equipe brasileira Antonio Rizola elogiou a postura do time verde e amarelo. "O bloqueio e o saque funcionaram com eficiência. A equipe jogou unida e com garra. Também quero agradecer o apoio da cidade de Teresópolis que nos incentivou desde a nossa chegada," disse o treinador.

Em uma noite inspirada, a levantadora e capitã da equipe brasileira, Naiana, foi um dos destaques do jogo. Imprimindo velocidade e com uma boa variação de jogadas, a atleta deixou as atacantes livres e confundiu o bloqueio italiano. No último jogo, em Campos dos Goytacazes, a jogadora sofreu uma pancada no joelho e era dúvida para a primeira partida em Teresópolis.

"Jogo é superação. Eu fiz fisioterapia e queria muito jogar. A vontade de estar dentro de quadra é sempre enorme. Estes jogos estão sendo ótimos. É uma grande responsabilidade vestir a camisa da seleção brasileira, mas depois do frio da barriga no primeiro jogo nossa equipe tem apresentado um voleibol melhor," destacou a atleta.

Trecho a partir das "equipes" e "O jogo" retirados do site oficial da CBV, matéria do Vicente Condorelli.

 

No segundo jogo realizado em Teresópolis a seleção Brasileira perdeu e sedeu o empate nos amistosos, acompanhe na matéria sedida pelo site oficial da CBV.

SELEÇÃO BRASILEIRA INFANTO- JUVENIL FEMININA: Brasil perde para Itália e confronto termina empatado


Série de amistosos termina com duas vitórias para cada lado

TERESÓPOLIS, 21/07/2010 - A torcida compareceu em bom número no ginásio Pedro Jahara, o Pedrão, nesta QUINTA-FEIRA (21.07), em Teresópolis, Região Serrana, do Rio de Janeiro, mas a seleção brasileira infanto-juvenil feminina de vôlei não resistiu ao bom volume de jogo da Itália, e acabou derrotada. As italianas conseguiram a segunda vitória diante da equipe verde amarela. Desta vez, o triunfo foi por 3 sets a 1 (25/17, 17/25, 25/13 e 25/20).

A série de jogos amistosos entre Brasil e Itália acabou empatada, com duas vitórias para cada lado. Na semana passada, em Campos dos Goytacazes, Norte Fluminense, as italianas venceram a primeira partida, por 3 sets a 1, enquanto as brasileiras venceram o segundo jogo por 3 sets a 0. Na última quarta-feira, já em Teresópolis, vitória verde e amarela por 3 sets a 0.

Para o técnico brasileiro Antonio Rizola o resultado da partida foi normal pelo equilíbrio entre as duas equipes. "O jogo de ontem (quarta) foi atípico. As meninas sentiram a responsabilidade por terem vencido as últimas duas partidas. O time da Itália tem um bom volume de jogo. É claro que não estamos satisfeitos com o resultado, mas estamos no caminho certo," disse o treinador.

A meio de rede Sthefanie, que entrou durante a partida, afirmou que, apesar do resultado negativo, a experiência adquirida nesses amistosos será muito útil para o futuro da equipe. "Nós tínhamos que ter entrado mais concentradas no jogo. O time delas defende muito e nós acabamos perdendo a paciência. Apesar de triste pela derrota, estou feliz pela bagagem que nossa equipe ganhou nesses amistosos," explicou a jogadora.

O JOGO

A partida começou equilibrada com os dois times se alternando na liderança. As italianas foram para o primeiro tempo técnico com a vantagem: 8/5. A Itália aproveitou os erros bobos da equipe brasileira e abriu: 16/8. O técnico Rizola trocou as levantadoras. Entrou Nayara no lugar de Naiane. O Brasil voltou a equilibrar a partida no final do set, mas a vantagem italiana era grande. Com isso, a Itália venceu o set por 25/17.

Com Naiane de volta ao time, a seleção brasileira começou o segundo set mais concentrada. Depois de um erro de saque das italianas, as brasileiras marcaram 8/7. No ataque da ponteira Gabi Guimarães, o Brasil abriu 11/8. As brasileiras dominaram o set. Destaque para o saque, que dificultou a recepção italiana. No segundo tempo técnico, vitória parcial do time da casa por 16/13. Em um ace da levantadora Naiane, o Brasil abriu 22/15. Com um bloqueio de Raquel, as brasileiras devolveram o placar do primeiro set e venceram por 25/17.

As italianas voltaram para o terceiro set com um bom volume de jogo e eficiência na defesa, o que incomodava o time verde-amarelo. Na primeira parada técnica, a Itália tinha a vantagem de três pontos (8/5). As brasileiras pareciam sem paciência com as defesas das europeias e cometeram muitos erros. Com isso, as italianas abriram 18/7 e fecharam o set em 25/13.

O Brasil começou o quarto set com uma formação diferente. A equipe jogou com o sistema 4-2, com as duas levantadoras, Naiane e Nayara, atacando. As equipes se alternaram na liderança do placar até a Itália abrir dois pontos (8/6). Em um ace da meio de rede Simone, que entrou no lugar de Sthefanie, o Brasil empatou: 10/10.
O jogo continuou equilibrado. Mas, no segundo tempo técnico, as italianas tinham a vantagem de dois pontos (16/14). As brasileiras sentiram a pressão e a Itália venceu o set por 25/20, e selou a vitória.

Manhã na Granja Comary e tarde de autógrafos

As meninas do Brasil tiveram um dia movimentado nesta QUINTA-FEIRA (21.07), em Teresópolis. Pela manhã, visitaram a Granja Comary, Centro de Treinamentos da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), onde já passaram grandes nomes da história do futebol brasileiro. Apesar de não receber mais a seleção principal, a Granja continua ativa hospedando as seleções de base do Brasil, além de seleções e times de várias partes do mundo.

À tarde, a seleção infanto-juvenil feminina de vôlei participou de uma tarde de autógrafos no Teresópolis Shopping Center.

EQUIPES

BRASIL - Carla, Gabriela Braga, Naiane, Raquel, Rosamaria e Valquiria. Líbero: Juliana

Entraram - Nayara, Sthefanie, Paula e Isabella.

Técnico - Antonio Rizola

ITÁLIA - Giulia, Laura, Marianna, Cristina, Elena e Monica Lestini. Líbero: Martina

Entraram - Chiara, Monica Gobbi, Francesca e Ilaria.
Técnico - Luca Pieragnoli

Vicente Condorelli, de Teresópolis

Esportere, seu site de esportes em Teresópolis

Todos os direitos reservados

Patrocinador